quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Viajem para Floripa- Dia 1: Devassa


Mulheres adoram ficar horas se arrumando até ficarem perfeitas, não sei como conseguem. Separo a roupa, deixo no canto, tiro um cochilo e só faço algo para ficar bonita 30 minutos antes sobrando tempo para conversar. A tonta no primeiro dia foi de salto para um bar, o pé doeu muito no dia seguinte e depois só tênis.

Pedro trouxe a caixa de som para a churrasqueira na frente da piscina e colocou musicas para dançar pre-Devassa. A Mascotinha, a monitora mais fofa, amiga, divertida e cheia de atitude, dançava até o chão com o PG (Puto gostoso ou Gabriel Guerra) . O nome dela é Bruna, Mascotinha é por conta do tamanho e dá uma vontade de coloca-la no potinho para leva-la em todo lugar com você. Voltando a narrativa, todos estavam guardando energia para a noite e só os 2 estavam dançando, mas tentaram bastante fazer o pessoal dançar.

As 22h, todos que iriam na balada estavam na piscina, o Pedro guardou a caixa de som e formou-se uma grande fila para passar pelo palme do Boca e entrar no ônibus. Eramos os últimos da fila, sabem qual o bom de ficar por ultimo? O ônibus ficou todinho para a nossa turma mais o Boca e a Mascotinha. Estávamos no auge, tocamos funk, conversamos muito e fizemos a maior festa no ônibus. A Mascotinha escrevia no braço 'Real Oficial', na sua filosofia nos eramos de verdade e cada um tinha o seu jeito, nada dá para copiar, pedi para a Malu escrever no meu braço 'Real Oficial', a primeira discípula de sua filosofia e até o final da viajem varias meninas também escreveram no braço. Ao chegarmos no meio de Florianópolis nos depararmos a uma casa toda de vidro, como do Big Brother com a placa Devassa em cima.

Entramos pela porta dos fundos, o moço pegou o ingresso e colocou uma pulseira azul no nosso pulso e entramos. Estava totalmente lotado, não dava para andar, não dava para respirar direito e não dava para encontrar ninguém. A Devassa é aberta para o publico mais os passageiros da Forma.

O lugar era grande, havia um espaço com meses para sentar, outro para pagamento e outro onde tinha o show e comprava bebida. O lugar do show tinha um palco na frente, na direita uma área de camarote com cadeiras estufadas, na esquerda o bar, varias mesas altas espalhadas e vários garçons andando para um lado ao outro com baldes de cerveja. Ao entrar fiquei totalmente inerte, até a Bia conseguir me encontrar e chamar-me para ficar com o grupo. Ficamos amassados, sem conseguir nos mexer, só curtindo a noite juntos. O cantor era tão bonito e cantava tão bem, não gosto de sertanejo, mas aquele cantor fazia querer ficar esmagada para dançar.

Começamos a passar mal e saímos da pista de dança para a área das mesas. Conversamos e tiramos fotos com a Maristela ,Pastilha e a Nesquik. Conheci a bastilha na escada, ela escava mascando um chiclete e perguntei sobre o motivo do apelido, porque perguntei, ela gostava de bastilha por isso kkk. Voltando onde estava, conversamos por um tempo até tocar uma musica que a Bia, Mayara e a Lorrana gostavam, uma puxou a outra para a pista de dança e acabei indo junto. O cantor gato tirava uma pausa, tocava um DJ e depois ele voltava. Dançamos juntas, decidir beber e ir até o bar pedir uma caipirinha. Acabei tendo um caso de epifania com a caipirinha, vodka, morango e picolé de uva, a melhor caipirinha que já tomei, o picolé estava com gosto da vodka e comecei a imaginar uma cena na praia com a caipirinha e outras cenas. Vivi aquele caso de amor por 10 minutos e voltei para a pisca de dança para dançar com elas. Um tempo depois do cantor voltar, elas decidiram sair da pista, mas estava tão legal que fiquei dançando e ouvindo aquele gato cantor. Houve uma hora que dancei com a Macotinha também.

Começou a tocar uma musica de forro e deu uma vontade enorme de dançar com alguém aquela musica. Na minha frente, havia uma loira de cabelo curto, botas, usando um vestido verde e com a amiga que também estava vestida no clima de rodeio se não engano estava usando algo com franjas. Criei coragem e chamei a loira para dançar um forro comigo rapidinho. Ficou um minuto pensando e aceitou, fiquei tão feliz, naquele momento conheci 2 amigas que ficamos juntas durante todos os passeios da viajem. Naquela semana, foi a melhor decisão que tomei, nunca tenham medo de fazer vontades as vezes temos a oportunidade de conhecer pessoas incríveis.

Após a dança, conversamos, a loira é a Ana e a morena a Gabi, uma pena que estavam no Qualite, dançamos juntas até o cantor se despedir e tocar funk. Após um tempo, a Bia disse que estava me procurando e iriamos embora. Disse tchau a elas e fui pagar a conta para pegarmos o ônibus da Forma. Era mais ou menos 1h, havia uma pequena fila de pessoas, o moço disse que sobrava 2 vagas no ônibus se algum de nos aceitaria. Naquele momento respondemos: vamos todos juntos. Houve um sentimento multou de união e felicidade em cada um. Esperamos por meia hora por outro ônibus, enquanto ouvimos as melhores musicas tocarem, surgiu um pequeno arrependimento, mas passou quando entramos no ônibus e fizemos outra festinha. Naquela volta, sentei no lado do Pedro e conversamos. Aquela noite foi o inicio de uma grande semana e lembramos daquela noite todos os sábados de outubro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...