terça-feira, 20 de junho de 2017

Playlist: Livro "De Volta aos Sonhos", da Bruna Vieira


A primeira serie de livros da Bruna Vieira, "Meu primeiro blog", já tem dois livros, o "De volta aos 15" e "De Volta aos sonhos", cheio de emoção, viagens e musicas incríveis da Bruna.

O lançamento deste livro foi justamente na Bienal do Livro de São Paulo, no meu aniversario de 16 anos. A historia em si, é a continuação da aventura apaixonante de Anita atras de Henrique em Paris, França, com varias viagens no tempo na epoca da faculdade e sonhos realizados (clique para ver a resenha)

Há algum tempo, anos para ser sincera, fiz uma playlist das musicas do primeiro livro e porque não também fazer do segundo.

Musicas Citados no livro:

1- Velha Infância- Tribalistas
2- Away from the sun- 3 doors down
3- Move on- Jet
4- A Lack of Color - Death Cab for Cutie
5- Anyone Else but you- the moldy peaches
6- The Last Time- Taylor Swift
7- Somebody that I Used to Know - Gotye

Playlist:

1-You could be happy- Snow Patrol
2- All I want- Kodaline
3- So Jealous- Lisa Mitchell
4- Fire- Augustana
5- Time moves slow- Aqualung
6- Wonderful unknown- Ingrid Michaelson
7- Shout- Ross Copperman
8- Poison e Wine- The Civil Wars
9- Chances- Five for Fighting
10- Between the Raindrops- Lifehouse
11- Rain city- Turin Brakes
12- Open your eyes- Lee DeeWyze
13- Let her go- Passenger

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Estude historia vendo Porta dos Fundos

Um modo incrível de estudar é vendo vídeo aula, mas um modo de fixar a matéria de historia pode ser vendo Porta dos Fundos. O canal faz muitas criticas a situação atual e a historia, pois não podemos falar da atualidade sem discutir sobre o passado e os dois se interligam.

Não torne uma matéria prolongada e exaustivo, sempre procure um modo divertido de aprender e sem um esforço enorme. Aproveite agora mesmo para estudar dando boas risadas com o Porta dos Fundos:


- Criação                                                            - Humanidade 
- Romanos                                                         - Ceia 
- Ressurreição                                                   - 10 Mandamentos 
- Michelangelo                                                   - Colonizado
- Descobrimento                                                - Pedro Vaz                                                    
- Deus                                                                - Moda 
- Arte cubista 

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Resenha: Historias de Sherlock Holmes, um adeus ao heroi


A cada pagina lida foi como uma dor no coração, durante as ferias ficava em casa lendo as grandes observações e deduções do melhor detetive de todos. Agora digo adeus a melhor saga de todas e ao grande escritor sir. Arthur Conan Doyle.

Antes de começar o livro, Conan agradece a todos os leitores por acompanharem as aventuras de Holmes e diz ser o ultimo livro do detetive. Sherlock, segundo ele, não estava dando liberdade para explorar sua carreira literária e reuniu neste livro todos os contos que havia escrito extras durante todos os anos. Realmente foi o último livro, a publicação foi em 1927 e sua morte em 1930. Uma pena não ter conseguido realizar o desejo, mas publicou outros livros além de Sherlock Holmes.

Pela primeira vez, Sherlock narrou 2 aventuras, onde não envolve seu amigo Watson e diz ser um exagero o modo como o amigo narra as historias de modo épico. Holmes narra "A aventura da juba do leão" e "A aventura do soldado descorado" de modo calculista, sem dar detalhes da sua grande mente e tratando os fatos como óbvios. Primeira mencionada, é a única historia após a aposentadoria de Holmes e a única que vê o assassinato ocorrer na sua frente. Conan deveria ter explorada este lado de Holmes nos outros livros de contos.

Houve contos com finais inesperados, como a visita do "A aventura do cliente ilustre", homem violento e monstruoso faz mulheres se apaixonarem por ele, mas uma delas deseja vingança e "A aventura de Shoscomr Old Place", Holmes deixa os fatos um tanto óbvios durante a narrativa, historia de uma irmão ambicioso, uma irma doente, cavalos de corrida e o infeliz do irmão acaba se dando bem no final... droga!

Há alguns contos com vestígios de "O cão de Bestiville", como "A aventura do vampiro de Sussex",pensamos que pela primeira vez veríamos um caso sobrenatural, mas nosso detetive consegue encontrar algo real e encontramos um amigo de Watson; "A aventura do negro aposentado" vemos Watson na linha de observação como no cão e pela primeira vez um cliente negro com fatos ciumentos.

Os meus favoritos foram: "A aventura das 3 cumeeiras" irmãos ficaram loucos misteriosamente enquanto uma morreu e o único irmão que sobreviveu acabou morto no final, qual a explicação? Um final amoroso e ilustre; "A aventura da pedra de marfim" volta Billy amigo que apresentou Sherlock e Watson para o caso do sumiço da pedra de marfim da coroa da rainha e por ultimo mais não menos importante "As aventuras dos 3 Garridebs", um homem diz que se achar 3 homens chamados Garridebs ficariam ricos, na verdade o interesse não era nos homens... mas na casa de um deles (parecido com o conto do Barba Ruiva).

Adeus caro detetive, sentirei saudades dos momentos de grandes aventuras dentro do quarto e poder conhecer toda Londres sentada no tapete. Leiam todos os livros!

domingo, 23 de abril de 2017

Westworld, uma serie para sair da toca de Alice


Uma reescritura atual e utópica de Freud, um lugar onde não há o certo e o errado, para nos fazer refletir sobre a própria existência e nos levar ao fundo do subconsciente. Por fim fazer a pergunta mais difícil, quem realmente somos?

A serie se passa em um território criado para parecer o velho oeste dos filmes antigos, com tiros, muita bebida, muitas aventuras, mulheres lindas e o clichê maniqueísta (bem e mal). Todos os personagens da cidade são robôs parecidos com humanos, com cotidiano narrativo (sempre a mesma historia) e programados a seguirem uma determinada função. De repente alguns robôs começam a criar consciência e agir diferente da narrativa. 

Esta cidade recebe hospedes humanos, os ricos que podem pagar, uma especie de diversão temporária e acabam se envolvendo. Porém os robôs não podem machucar os hospedes, só interagir conforme o roteiro e o hospede escolhe a aventura que vai seguir. Os hospedes passam um tempo nesta cidade para descobrir quem realmente são. 

Por trás do cenário perfeito da cidade, começa a desvendar as falcatruas e sacrifícios feitos que ficaram escondidos por mais de 35 anos para construir aquela cidade. Há hierarquia de poder, roubo de informação e será que todos os funcionários são humanos?

Fora a sinopse, a serie trabalho com o psicológico e auto afirmação de identidade. Trabalha com o fato dos seus medos de historias do passado redefine o caráter de cada individuo e como usar o medo para mascarar a verdade que queremos esconder. O medo da verdade nos amaldiçoa e nos transforma, da mesma forma que o amor, que mostra quem realmente somos e nos destrói se não conseguir lidar.

Apesar dos fatos, tudo é um sonho, o medo, o amor e o arrependimento, quando acorda e olha o próprio reflexo consegue ver quem realmente é não importando mais nada. Como agir depois que consegue responder a pergunta no inicio da matéria nos define. Será que consegue responder, quem você é?

Veja a serie, de modo critico, se impressione e veja um outro mundo.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Viajem a Floripa- Dia 2: Terraza

Festa a fantasia, a mais esperada. Antes da viajem tinha o costume de chama-la de Tereza, achava mais convidativo como fosse uma amiga querida ou algo assim.

Estávamos todos prontos e lindos na porta do hotel. Nos reunimos e tiramos varias fotos. Mascotinha já no 2 dia já era a nossa bestfriend e estava linda demais de Minnie. Ps: dava vontade de aperta-la as vezes de tão fofa. Saudades

Petra estava de anjo negro, Bia de chapeuzinho vermelho, Malu de pirata, Lorrana de marinheira, eu de Esmeralda do Corcunda de Notre Dame, Mayara de não lembro o nome (estava linda demais) , Giovanna de estudante, Marcello de turista e Lucas de Fred. Naquele dia, Pedro não quis ir a festa e ficou no hotel :(

As fantasias de todos estavam muito criativas e originais. Havia alguns que combinaram todas as amigas iguais, como as lideres de torcida e também havia fantasias repetidas. Na fila para o ônibus descobri algo novo da Malu, o desejo de sempre ser original e não usar a mesma roupa que todos, desde então não sabia daquilo e contei que havia outra pessoa com a mesma fantasia de pirata. Sem querer deixei a Malu magoada, mas começamos a conversar com todos vestidos de pirata na fila e as meninas conseguiram anima-la. Acontece, marinheiro, pirata, policial e chapeuzinho vermelho são as fantasias mais encontradas no ramo feminino.

No ônibus sentei ao lado da Beatriz, uma garota que havia ido sozinha para a viajem sem ninguém conhecido, estava de chapeuzinho vermelho e era morena. Tentei ser amiga dela na viajem, depois daquela noite nos falamos outra vez na mesma situação, mas quando nos avistávamos no hotel não nos falávamos e nem um cumprimento.

Ao chegarmos ficamos maravilhados com o local, todo aberto e com design sofisticado e leve. Andamos por um corredor arejado com uma tenda encima, até um painel xadrez preto e branco escrito Terraza em todos os quadradinho e conseguíamos ver a balada. Era uma grande caixa sem a parede esquerda, onde havia uma varanda com mesas ou o lugar onde os "casais" de beijavam. O bar ficava na ponta da entrada e o DJ na outra ponta. Havia algumas cadeiras com mesas interditadas no lado direito. Consegue visualizar o local? Andamos por todo o espaço e ficara difícil visualizar a noite caso não entenda.

Estava totalmente locado, andamos pela pista até ficar perto do DJ e de repente encontrei a Ana e a Gabi durante o caminho. Fiquei com elas naquele momento em diante, mas caso acontecesse alguma coisa avistei que o pessoal estava mais a frente e fiquei tranquila. Gabi estava de Mario versão mulher ou afeminado e a Ana de Minnie, estavam lindas e curtindo ao máximo.

A Bia do ônibus ficou conosco, dançamos adoidado e meio conversando de modo que não atrapalhava a dança. As duas tinham uma sintonia muito legal quando dançavam e faziam passos parecidos de modo inovador parecendo que haviam inventado. Durante o tempo com elas tentei aprender algum dos passos, mas não consegui nada era um jeito especialmente único. Era como um sinal de amigas.

No começo só tocou eletrônica, depois de um tempo tocou musicas um pouco mórbidas e fomos para o final da balada na frente do bar, onde havia bancos proibidos de sentar mais ficamos na quina e no chão. Ana e Bia estavam de salto e sentaram junto com varias garotas. Enquanto houve uma troca do DJ eletrônica para o DJ do funk, fiquei dançando com a Gabi, mas quando começou a tocar 'Malandramente' e outros, Ana se levantava e botava para quebrar com seu gingado.

Enquanto uma dançava outra guardava o lugar na madeira ou todas dançavam e depois tentávamos sentar. Pastilha apareceu com a câmera e tirou fotos nossas sentadas todas juntas. Além da foto do trio de Arlequinas que estavam perfeitamente fantasiadas com a roupa do filme. Uma das fotos foi tirada pelo celular da Forma, pegava os nossos dados pelo código da pulseira para mandar o link por SMS.

Antes de voltar para a pista, o bar estava vazio e aproveitei para pegar o copão com vodca, suco de abacaxi e mais algo. Todos da festa estavam com aqueles copos grandes do tamanho do braço e havia varias cores rosa, amarelo, vermelho, verde e outras. Paguei R$35 e peguei o vermelho. Voltamos para o lugar que estávamos, mas ainda acompanhava o pessoal através da roupa laranja e altura do Lucas, não chegava a ser tão grande deve ter 1,80 no máximo, não queria perde-los de vista. Houve um erro: eu sabia onde estávamos, mas eles não sabiam onde estava. Acontece, estava me divertindo demais e não pensei.

Tocava funk, não gosto, mas requebramos nos 4 na pista, já estava com mais estaço devido as pessoas iam embora. Estava incrível, até beber demais o conteúdo do copo, acabar tropeçando no chão, quebrando o copo e derrubando o pouco que sobrava. Naquele momento já estava um pouco zonza, mas conseguia andar bem e fomos no banheiro.

O banheiro totalmente branco e grande, havia no centro encostado na parece um sofá, a cada lado varias pias e na frente do sofá 2 fileiras de sanitários. Varias meninas estavam no banheiro e o sofá estava lotado. Decidimos ir embora, quando sai do banheiro a Bia e a Malu estavam sentadas no banco na frente do banheiro e viram que já estava andando meio torta. Sorte, naquele momento iria procura-los para avisar e não precisei.

Fique claro, não houve PT, fui para o ônibus consciente sem ajuda, ainda tive de comprar o cartão do quarto e subi pela escada. No dia seguinte não senti nenhuma ressaca, sorte!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

5 Sites de produtos para viciados em series e filmes


Toda vez que encontro alguém viciado nas mesmas series acabamos conversando por horas e criando um amizade bem rápido. Neste momento fico feliz por ser um pontinho no meio de bilhões de fãs.

Series viciam muito rápido e atingem um grande número de pessoas, havendo 3 tipos de fãs: aqueles viciados que procuram milhares de series, aqueles que assistem por modinha e os super viciados que assistem todos os episódios e compram objetos

Após o sucesso da primeira matéria sobre objetos de series, na qual fez sucesso, recebi mensagem de outros links ainda com mais produtos para comprar objetos. Obrigada pelos acessos e veja outros sites:




Onde esta os fãs de The Vampire Diaries e Crepúsculo? Um site cheio dos melhores itens vampirescos, com acessórios das series e objetos de fãs. Quem sempre sonhou ser um vampiro algum dia não precisa ir até a Transilvânia, o site vende bolsa de sangue (haha) e dentes postiços. 



1- Caneca caçador Pokémon 2- Star Wars - Sabres De Luz 3-Star Wars - R2D2 4-Breaking Bad - Danger 5- Star Wars - Leia e Solo 6- Doctor Who - TARDIS

Tomar aquela bebida quentinha na caneca da sua serie favorita não tem preço ou se alguém tem uma coleção de canecas vai ficar louco com este site. O Canecas dos Nerds tem varias canecas incríveis e divertidas de series, animes, filmes, super heróis e muitos mais. Adorei a do Pokémon Go ... não da para resistir

3- Think Geek

1-Pokébola servindo Bowl Set 2- Cauda Twitchy Kitty eletrônico 3-Star Wars Death Star Waffle 4-Twinkling estrelas saia
5-Star Wars Ewok malha com capuz Scarf 6-Super Mario Bros Classic Monopoly 7-Olde Book Messenger Bag
O site tem os objetos mais incríveis, originais e divertidos que já vi na vida, se ganhasse na loteria gastaria tudo neste site. Pareci criança quando entra na loja de brinquedos, as luminárias são incríveis, as camisetas são um sonho, vocês tem que entrar no site e ver tudo agora! Ps: tudo em dolar meus caros...

4- Deu na Telha

1- Crie unicórnios mas não crie expectativas  2-Não cresça. É uma armadilha  3- Miga, sua loca.  4-Ninguém respeita a constituição  5- Não sou obrigada  6- Pokebola- Almofada
O design das camisetas são modernos, com partes de letras de musicas e fases divertidas usadas no dia-a-dia entre os amigos, como "Miga, sua loca!". Além de almofadas de Pokémons.

5- Chico Rei

1-CAMISETA FANTASTIC BEATS 2-CAMISETA PRO DIA NASCER FELIZ 3-CAPA WOLF 4-CAPA I KNOW MY VALUE 5-CAPA HISTÓRIA DOS GATOS 6-POSTER RIBS
As estampas mais originais e únicas que já vi, há freses de series, de musicas, ditos populares e livros. Além de desenhos únicos e super divertidos com muito sentido. Há camisetas, papinhas de celular, canecas e almofadas. Como percebe-se, fiquei apaixonada pelas capinhas  

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Viajem a Floripa- Dia 2: Esquenta

Ainda não tinha jantado, pois só começava ás 19h até 22h e sempre íamos todos juntos, pelo menos nos primeiros dias, era meio chato o estomago depois de um tempo ganhava voz e independente do gosto era comida. Como tínhamos balada era muito bom comer bem, nunca comi tanto na vida, 2 pratos por dia + sobremesa.

Toda a turma estava no quarto 122, o quarto das garotas e o quarto cede da viajem. Estava tocando funk, na caixa de som trazida pelo Pedro e comandada pelo DJ Lucas, Lorrana dançava e as vezes a Mayara e a Giovanna entravam na coreografia ou ficavam na varanda. Bia ficava com a Malu, a Petra, Marcello, Lucas e Pedro ficavam na varanda enquanto eu revisava entre conversar, dançar e celular até chegar as meninas.

Após terminar a partida de vólei de praia, durante a conversa convidamos o pessoal para o esquenta mais tarde, foram a Gabi, Luana, Ana, Mariana, Giovanna e Julia. Além de haver um grupo do Oceania do WhatsApp montado antes da viajem, que serviu para compartilhar fotos, experiencias e esquentas pelo hotel.

No momento que elas chegaram o esquenta ficou mais quente e alegre, desde aquele momento e a nossa primeira conversa foi o inicio de uma bela amizade. Escrevendo esta matéria doe um pouco o coração de saudades daquele dia, das nossas conversas, jantares e momentos incríveis nas baladas. Cada uma tem o seu jeito encantador, alegre e divertido. Luana quem gostava de curtir a noite toda na balada, mas se uma amiga precisa-se acabava a noite; Ana a maluquinha, disponjada, alegre e autentica a Bahia ficara mais alegre com sua presença; Giovanna uma japa muito fofa, alegre e ajuda quem precisar de ajuda com um ombro ou dizendo para se acalmar; Gabi não sei o que dizer, um pouco quieta, com um enorme coração e desejo de experimentar a vida; Julia não tive tanto contato mais era uma garota bacana e curtia tudo e Mariana doce e fofa demais arrasava na pista. Saudades, pena que são de tão longe, ainda sonho em encontra-las com toda a turma + Gabi, Ana e Masotinha. Quem sabe ainda teremos esta oportunidade dos sonhos.

Conversamos quando entraram e se dispersaram pelo quarto conversando com todos e curtindo a festa. Entraram mais algumas pessoas e depois ficamos curtindo. Quando foram 19h, começou a dispersar o ultimo grupo que havia chegado, a festa estava boa mais o estomago de todos começou a entrar em sintonia. Porém na regra de todos irem juntos, ainda havia gente que não tinha tomado banho e durou até ás 20h30. Um belo inicio para uma noite incriável.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Resenha: Estrelas além do tempo, estrelas dos nossos corações


Uma época machista, racista, de segregação racial e autoritária em plena Guerra Fria, onde os Estados Unidos estava em corrida com a União Soviética. Os negros eram separados dos brancos em todos os lugares e eram proibidos de fazerem muitas coisas por conta do preconceito. Quem distinguiu que um é melhor que o outro ? Ter preconceito faz você ser Deus ? NÃO!

Grandes mulheres inteligentíssimas escolheram crescer no lugar mais machista e preconceituoso, a NASA, Katherine Johnson (Taraji P. Henson) uma maquina de calcular, Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) conhece tudo de mecânica e Mary Jackson (Janelle Monáe) primeira engenheira mulher e negra da NASA. Cada uma ensinou a todos lições de igualdade e mudou a linha de pensamento de homens antiquados. Olhando hoje não conseguimos intender como estas mulheres não acabaram no alto escalão da NASA, as pessoas são influenciadas a pensar de certa forma até começarem a pensar diferente.

Katherine era viuvá, com 3 filhas e um dom para calculo rápido. Chegou para trabalhar em uma sala cheia de homens brancos, que dava relatórios censurados, seu café era servido separado e o banheiro para negros ficaram a 40 min do escritório que trabalhava. Como ela mudou tudo, ajudou o homem a chegar a lua e recebeu uma medalha presidencial aos 95 anos, como ? Nunca abaixou a cabeça, gentileza e inteligencia.

Dorothy era casada, com 2 filhos e espirito de liderança com dons para mecânica. Sonhava com uma promoção, mas só recebia não, até ela ligar sozinha e ser uma especialista na maquina que NENHUM HOMEM DA NASA SABIA MEXER.

Mary tinha autoestima elevada, um marido machista e 2 filhos. Sonhava por torna-se engenheira, como ela disse "um homem branco não deseja ser engenheiro, torna-se engenheiro", mas tinha o dom e não desistiu até tornar-se a primeira engenheira mulher e negra da NASA. Mary faz um discurso emocionante no filme sobre ser o primeiro e como aquilo abre portas.

Admiração e uma lição de vida, este filme mostra uma realidade oculta que poucos sabiam e por conta do livro de Margot Lee Shetterly começaram a conhecer.

A mensagem deste filme esta tão atual que mesmo tendo acontecido em 1961, ainda não acabamos com o preconceito. Se olharmos a quantidade de negros nas universidades ainda são tão poucos, mais ou menos entre 10 só 3 são negros, sem calcular quantos são negros e mulheres. Ainda vivemos em uma sociedade de raça e gênero, mas a nossa geração ainda tem a chance de ver uma ideia de igualdade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...